Twitter Facebook Facebook
Entrar no Chat Cadastre-se
Twitter Facebook Email

A Rádio

No dia 23 de outubro de 1954 ia ao ar o primeiro programa da rádio Clube de Passa Quatro (hoje Rádio Mineira do Sul Ltda). Uma voz amiga e calorosa fazia-se ouvir por toda parte. Alegria, otimismo, desejo de crescer, de ser útil e de entrar nas grandes correntes de conhecimento e notícias.

A Rádio Clube transformou a vida dos passaquatrenses - uma novidade para a época - pois nem energia elétrica suficiente havia. Da união de pessoas ilustres da cidade que surgiu uma sociedade anônima, permitindo a realização do projeto.

Foram eles: Antônio Coelho Neto, Ary Coelho, José Joaquim de Almeida, Augusto Cancela, Carlúcio Marques da Silva, José Diamantino e Paulo Coelho.

Era o milagre do som ultrapassando as barreiras das montanhas. Nas casas sertanejas, o rádio era tratado como uma espécie de “divindade”. Crônicas e poemas escritos por seu Antônio, programas sertanejos, serestas, calouros, concursos, o programa popular apresentado por dona Maria Cândida Barão,o conhecido Nery Diniz “o Caboclo Feliz”, Márcio Coelho, dona Aparecida Mota, a conhecida Ronda que apresentava um noticiário de muita audiência, entre outros. Grande e merecido destaque teve Lazinho Araújo quando ainda adolescente tornou-se o máximo: dicção perfeita, voz sonora e agradável, autêntico e simpático apresentador, trocou Passa Quatro por BH onde desenvolveu carreira artística.

Ananias Militão e Luísa Castilho sempre eficientes diante do microfone e é claro na sonoplastia realizada por Luísa.

Programas de grande sucessos da época: Ranchinho do Jajá (Jair Batista e Aparecida Rabelo, Programa Popular (Fernando Cavalcanti e Maria Cândida Barão), Você é quem manda (Márcio Coelho), Prece das tarde (locução variada), Recordar no Coreto (Jair Batista) e Crônica do Dia ( Antonio Coelho Neto). Programas infantis também foram colocados na grade.

Em 1968 Manoel Diamantino da Costa, tornou-se proprietário da Rádio Clube, aí então, ela passou a chamar-se Rádio Mineira do Sul. Manoel Diamantino ficou no domínio da Rádio até setembro de 2003, levando conhecimento a toda região, sua passagem pela rádio ficou marcada pelo idealismo e pujança.

A partir de 2003, quando o novo proprietário Wilson Siqueira tomou posse da Rádio Mineira do Sul, a emissora entrou em nova fase de conquistas e transformações. No ínício de 2007, com o novo transmissor de 10.000 wats de potência está levando a todo Sul de Minas, Vale Paraíba e Sul Fluminense um som de melhor qualidade. Uma das inovações é em relação ao jornalismo com o jornal voltado para a região, além de programas alegres e interativos com a participação do ouvinte. A prestação de serviço sempre em primeiro plano para a satisfação do cliente para que esse possa ver seu nome ligado a uma empresa de trabalho sério de qualidade e responsabilidade.

 

Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto